O Universo, o Sol e Nós

O Universo, o Sol, e Nós.

   

           Imagem: Nebulosa da Hélix


  Outro dia eu estava bisbilhotando a internet, e pensando comigo mesma, sobre essa infinita, maravilhosa, e complexa engrenagem que move o universo desde o micro, ao macrocosmo. Em minha mente fervilhavam várias questões tais como: De que maneira o universo se reproduzia copiando padrões semelhantes, como por exemplo: O de uma noz e o cérebro, o de um feijão e um rim, o de uma constelação no céu, e um animal na terra, ou mesmo, o de uma nebulosa oculta aos nossos olhos em algum ponto do espaço longínquo, e um olho?  
                          


 71D5E87A75699DD2E4A18DCD7FD77_h400_w598_m2_q90_ccEeUvmdX

http://www.melissasetubal.com.br/alimentos-parecidos-com-orgaos-do-corpo/


  Partindo de uma escala microcósmica em relação ao macrocosmo, observamos essas semelhanças de padrões, até mesmo em nossos neurônios com relação a rede filamentosa que forma todo o universo conhecido. 


             

                                  http://aenergiadamarca.com/a-celula-o-universo-e-a-marca/  


 Sabemos que a ciência oficial, a muito tempo já estuda a conexão de todas essas coisas, embora atrasada nesse contexto, em relação aos sábios da antiguidade, que já nos chamavam a atenção para essa rede infinita que se expande, e que liga tudo no universo. Além de ensinarem sobre o fluxo do universo, e sobre a vibração, eles já ensinavam a milênios atrás, que tudo está interligado, e que uma coisa é o reflexo de outra. 

   Se formos nos aprofundar neste assunto, descobriremos maravilhas em relação a essa rede infinita de semelhanças, encontradas nas mais variadas formas existentes no universo. 

    Seguindo o curso desses padrões, a questão que surge não é sobre de que maneira existem essas semelhanças, mas sim, por que elas existem? Porque o universo as reproduz em outras formas? 

              A resposta para isso é a mais simples possível: O universo é um grande organismo, vivo, e com uma consciência inteligente. Ele mesmo encontra maneiras de nos dizer: Ei! Vocês são reflexo de mim mesmo, não estão separados de mim, vocês carregam em si toda a beleza, a grandiosidade, as maravilhas e os mistérios de mim mesmo em uma escala diferente. 

     O sol, junto com todo o sistema em torno dele, se formou a cerca de 4,568 bilhões de anos, a partir de parte de uma nuvem molecular que acabou por formar o que os astrônomos chamam de disco protoplanetário, que mais tarde formaria a estrela que é o nosso sol e também os asteroides, planetas, luas, e todos os corpos ao redor dele incluindo nós, e tudo que é vivo dentro do sistema.

                                           
                              
             





















http://fotosdouniverso.blogspot.com.br/2009/07/formacao-de-um-sistema-solar.html

   Em escala menor que a do universo, nós, e todas as coisas ao redor do sol, temos relação direta com esse astro, somos resultado da formação dele, e sofremos influências diretas dele, assim como, também sofremos influências das pessoas, animais, natureza, lua, corpos celestes, nebulosas, estrelas e constelações, devido as ondas de energia que são emitidas e recebidas dentro da rede filamentosa que liga tudo, isso é um fato.

  Em 6 de outubro de 1990, foi lançada ao espaço a sonda Ulisses, em uma parceria com as agências espaciais, Europeia (ESA) e a americana (Nasa). O objetivo da missão era se aproximar o máximo possível do sol, sendo que em 1994, Ulisses sobrevoou o polo sul do sol, e um ano de pois, o polo norte. O estudo do sol, liderado pelos cientistas David J. Thomson e Louis Jhon Lanzerotti, descobriu que o sol produzia sons em seu interior, em tons distintos e isolados, e segundo seus estudos, esses sons, provocam vibrações na Terra, em torno de 150 milhões de km de distância. Segundo os estudos, a atmosfera, o campo magnético e todos os demais sistemas terrestres acompanham o pulso produzido pelo astro.
  
  Por mais que a maioria das pessoas não se deem conta da relação que temos com o todo, e por consequência, com o sol, a relação existe, e assim como a vida, com toda a sua beleza e diversidade, nasceu primeiramente, como resultado da formação de uma estrela, ela também se extinguirá daqui a uns milhões de anos, no dia em que o sol chegar ao seu fim, assim como, todas as estrelas. Enquanto isso não acontece, aconselho que aproveitemos o nosso tempo, e ao invés de ficarmos aqui nesse planeta orbitando ao redor desse astro magnífico, e utilizando nosso precioso tempo de vida, limitando nossa mente a perspectivas ínfimas, vamos nos inteirar do universo que nos cerca, e dessa poderosa conexão com ele, assim como, com o sol. Se somos resultado dele, e isso é comprovado, então vamos tentar compreende-lo, na medida em que vamos compreendendo também, as nossas relações com o universo, com as suas leis naturais, e como elas se aplicam a nós mesmos. Somos o resultado do sol, então sejamos luz como o sol! Pois ele não é nosso inimigo. 



           

 Hieróglifo: Aton ( o sol) Iluminando o Faraó Akhenaton e família.

  E veja o sol. Ele é um amigo de todo mundo. Ele não diz ''Sou seu inimigo, não posso ir a sua casa''. Mesmo se você for um inimigo, você é amigo dele. Ele vem para todos, e nós também devemos ser exatamente assim, mostrando a luz para todos.... Fonte: The Work Of A Sadhu https://www.facebook.com/CryptikMovement/videos/10153309308654485/?pnref=story



















     
SHARE

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário